Livresco’s Weblog

O que vou lendo por ai…

O Editorial de Jornal mais vergonhoso desde o nascimento da República…

Bom ano?

Talvez…

Com o fascismo socratino instalado?

O Editorial do DN de 31 de Dezembro de 2009 volta a tentar “safar” o José Sócrates, um editorial simplesmente vergonhososimplesmente vergonhoso!: é ler este Editorial e comparar com o Post de um dos melhores jornalistas da História da República: o António Balbino Caldeira, a par do Paulo Guinote, Mário Crespo e outros..

O Post Histórico do Portugal Profundo pode ser lido aqui:

quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009
Despachos .

O Editorial Simplesmente Vergonhoso do DN  fica aqui transcrito para a história mais negra, vendida e pidesca do jornalismo português…:

Ilibado tarde de mais

Ao fim de quase dois meses de polémica, conheceram-se ontem os argumentos do presidente do Supremo Tribunal de Justiça para considerar ilegais e não procedentes as suspeitas que recaíram sobre o primeiro-ministro, após a intercepção de conversas telefónicas com o arguido Armando Vara. E, passado todo este tempo, verifica-se que Noronha do Nascimento é ainda mais claro do que foi Pinto Monteiro

Vale a pena recordar o que diz: “O conteúdo dos ‘produtos’ referidos”, lê-se no despacho, “não revela qualquer facto, circunstância, conhecimento ou referência, susceptíveis de ser entendidos ou interpretados como indício ou sequer como uma sugestão de algum comportamento com valor para ser ponderado em dimensão de ilícito penal.” Mais claro não podia ser. O que é pena é que, para chegar aqui, tanta água tenha passado por baixo da ponte. E nisto há especiais responsáveis – o próprio presidente do Supremo e o procurador-geral da República – e um grande prejudicado: José Sócrates.

Mas esta conclusão não fecha, necessariamente, o dossiê das escutas. Noronha do Nascimento diz, também, que o juiz de Aveiro errou ao aprovar as escutas, mas que a lei que as torna invioláveis quando feitas ao primeiro-ministro não é uma boa lei. No fundo, o que temos é uma legislação – feita por acordo entre PS, PSD e CDS – que não permite um escrutíneo fidedigno das mais altas figuras do Estado. Pode o caso não se aplicar a José Sócrates, como alega Noronha. Mas o alerta devia servir de exemplo para quem, agora, tem a responsabilidade de voltar aos códigos penais. (…)

Fonte: DN de 31.12.2009

01/01/2010 - Posted by | Uncategorized | ,

1 Comentário »

  1. Um bom 2010 e força para continuarmos a nossa luta!
    Abraço!

    Comentar por alebana | 01/01/2010 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: