Livresco’s Weblog

O que vou lendo por ai…

A Democracia em perigo – do DN: Sócrates processa colunista do DN

“Ver José Sócrates apelar à moral na política é tão convincente quanto a defesa da monogamia por parte de Cicciolina.” Assim começa um artigo de João Miguel Tavares no DN (3 de Março) que o primeiro- -ministro, José Sócrates, não gostou. Resultado: uma queixa-crime contra o colunista do DN por aquela e outras referências no texto. Sócrates tinha ameaçado com processos os jornalistas que escreveram sobre o Freeport. João Miguel Tavares foi ouvido no DIAP de Lisboa. Contactado pelo DN, o colunista declarou: “Agradeço a atenção que o senhor primeiro-ministro me dedicou de que não me acho merecedor.”

Fonte: Diário de Notícias de 03.04.2009

Aqui deixo mais uns artigos do João Miguel Tavares sobre o caso Freeport que o sr. José Sócrates não gostou também (Vivemos em fascismo? O lápis azul voltou?):

https://livresco.wordpress.com/?s=Jo%C3%A3o+Miguel+Tavares&searchbutton=Go!

O ARTIGO EM CAUSA É ESTE (DIVULGUEM POR E-MAIL!):

opiniao

JOSÉ SÓCRATES, O CRISTO DA POLÍTICA PORTUGUESA

por

João Miguel Tavares

Jornalista – jmtavares@dn.pt03 Março 2009

Ver José Sócrates apelar à moral na política é tão convincente quanto a defesa da monogamia por parte de Cicciolina. A intervenção do secretário-geral do PS na abertura do congresso do passado fim-de-semana, onde se auto-investiu de grande paladino da “decência na nossa vida democrática”, ultrapassa todos os limites da cara de pau. A sua licenciatura manhosa, os projectos duvidosos de engenharia na Guarda, o caso Freeport, o apartamento de luxo comprado a metade do preço e o também cada vez mais estranho caso Cova da Beira não fazem necessariamente do primeiro-ministro um homem culpado aos olhos da justiça. Mas convidam a um mínimo de decoro e recato em matérias de moral.

José Sócrates, no entanto, preferiu a fuga para a frente, lançando-se numa diatribe contra directores de jornais e televisões, com o argumento de que “quem escolhe é o povo porque em democracia o povo é quem mais ordena”. Detenhamo- -nos um pouco na maravilha deste raciocínio: reparem como nele os planos do exercício do poder e do escrutínio desse exercício são intencionalmente confundidos pelo primeiro-ministro, como se a eleição de um governante servisse para aferir inocências e o voto fornecesse uma inabalável imunidade contra todas as suspeitas. É a tese Fátima Felgueiras e Valentim Loureiro – se o povo vota em mim, que autoridade tem a justiça e a comunicação social para andarem para aí a apontar o dedo? Sócrates escolheu bem os seus amigos.

Partindo invariavelmente da premissa de que todas as notícias negativas que são escritas sobre a sua excelentíssima pessoa não passam de uma campanha negra – feitas as contas, já vamos em cinco: licenciatura, projectos, Freeport, apartamento e Cova da Beira -, José Sócrates foi mais longe: “Não podemos consentir que a democracia se torne o terreno propício para as campanhas negras.” Reparem bem: não podemos “consentir”. O que pretende então ele fazer para corrigir esse terrível defeito da nossa democracia? Pôr a justiça sob a sua nobre protecção? Acomodar o procurador-geral da República nos aposentos de São Bento? Devolver Pedro Silva Pereira à redacção da TVI?

À medida que se sente mais e mais acossado, José Sócrates está a ultrapassar todos os limites. Numa coisa estamos de acordo: ele tem vergonha da democracia portuguesa por ser “terreno propício para as campanhas negras”; eu tenho vergonha da democracia portuguesa por ter à frente dos seus destinos um homem sem o menor respeito por aquilo que são os pilares essenciais de um regime democrático. Como político e como primeiro-ministro, não faltarão qualidades a José Sócrates. Como democrata, percebe-se agora porque gosta tanto de Hugo Chávez.

Fonte:  Diário de Notícias de 03.03.2009

Anúncios

03/04/2009 - Posted by | Uncategorized | , ,

5 comentários »

  1. Depois de 9 meses sem provedor de justiça, depois dum PGR que incendeia o país investigando o que sabe que não se passa, depois duma cândida criatura que diz que estão habituados a existir com coisas que não existem, depois dum ser que não confia na PGR e que só bufa a Cavaco, só faltava um PM que uma polícia estrangeira diz que é suspeito num caso que ele diz que é feito por forças ocultas vir processar um jornalista porque este disse umas verdades. Qual será o drama de Sócrates com Cicciolina?As “forças ocultas” tolheram-lhe a sexualidade? Ela é resistente a pressões?
    É pornográfico Sócrates processar JMT. Cheira a ditadura. Cicciolina convence-me mais. Moral e coerentemente.

    Comentar por Miguel Barroso | 03/04/2009 | Responder

  2. Pergunto – o que fazemos em defesa JMT, palavras?
    A democracia está em perigo pela nossa falta de coragem e comodismo.
    Porque não encher o Largo do Rato com vais escritas ou TENHA VERGONHA SR. P.M.

    Comentar por Joaquim Baptista | 18/04/2009 | Responder

  3. Já me tinha apercebido que você usa e abusa da linguagem ordinária e insultuosa.Ao ponto de já ter chamado homossexual a José Socrates.Se é (não sei) o problema é dele: ou será que você é bicha e tem ciumes?! Aliás, a sua carinha parece apontar mais para esse lado. Acho que o seu estilo é típico dos frustrados e dos medíocres, que, por falta de cultura e mérito, inteligência, e para se imporem na sua missão de escribas comissários políticos laranjas, à falta de melhores recursos, dão no insulto.
    A boa educação não faz mal a ninguém . E eu, se calhar, também já desci ao seu nível e não queria descer.

    Comentar por antonio | 23/04/2009 | Responder

  4. Por estes dias vamos ver muita gente de cravo vermelho ao peito.

    Sera que faz sentido esses senhores ostentar esse simbolo, no tempo de crise que passamos, com uma tremenda falta de democracia.

    25 de Abril sempre, ou 25 de Abril de novo.

    Estamos a viver momentos anti-democraticos, como nunca vivi (sim nasci depois do 25 de Abril).

    É preciso entregar o poder à sociedade civil, castigar esses falsos profetas da democracia.

    Comentar por Paulo | 24/04/2009 | Responder

  5. Também eu já disse a muita boa gente, que isto está cada vez pior. Já escrevi que o país, neste momento, está a ser governado por uma cambada de malfeitores, que sabe perfeitamente que pode esticar a corda, porque o povo, nunca se revoltará.
    Durante anos, ensinaram-nos que conseguimos fazer uma revolução sem mortes e que ficámos “livres” depois da mesma. Actualmente, discordo deste ensinamento.
    Uma revolução sem mortos, levou a que uma geração de políticos subisse ao poder sem qualquer tipo de reserva e sem medos. Essa geração de políticos, sabia que poderia governar à vontade porque o povo, cordeirinho, mesmo que se revoltasse, jamais seria de forma fatal. Ainda assim essa geração de políticos, fingia que tinha algum pudor e ía escondendo a corrupção, a canalhice ou apenas a incompetência.
    Hoje, as coisas estão bem piores. Apareceu uma nova geração de políticos, posteriores aos Delfins que entretanto já se foram embora, que governa sem qualquer pudor.
    Já não há necessidade de esconder nada, de ter vergonha de nada porque o poder tornou-se absoluto.
    Antigamente, muitos afastavam-se apenas por causa das suspeitas que sobre si recaíam, agora, a fuga é efectivamete para a frente. É vergonhoso!
    Estamos perante uma ditadura, política e financeira.
    Ser político em Portugal não é prestar Serviço Público, é servir-se a si próprio e aos seus.
    Longe vai o tempo da mulher de César.
    E o pior, é que sinto que só pelo facto de estar aqui a escrever estas linhas, corro o risco de a qualquer momento alguém me bater no ombro a pedir satisfações.
    O clima de impunidade em que vivemos, é para os outros, Políticos, Procuradores, Financeiros, etc.
    Nós, do povo, somos sempre punídos exemplarmente…

    Comentar por Registos | 28/04/2009 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: