Livresco’s Weblog

O que vou lendo por ai…

Eduardo Dâmaso, Director-Adjunto do Correio da Manhã: Bastonário atira ao lado

O bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho Pinto, veio denunciar uma ‘conspiração’, versão à americana da ‘campanha negra’, entre a PJ e alguns jornalistas para envolver Sócrates no Freeport.

O artigo escrito na revista da Ordem dos Advogados não tem nada de novo e é um tiro completamente ao lado do essencial da questão. Tudo o que Marinho Pinto escreve foi objecto de um processo já julgado e que terminou com a condenação de um inspector da PJ pelo crime de falsificação de documento.

Tal como uma andorinha não faz a Primavera, um inspector não é toda uma instituição. Essa espécie de Watergate que visou comprometer José Sócrates em plena campanha de 2005 foi inteiramente desmontada e os responsáveis levados à Justiça, mesmo que nem todos tenham sido condenados. Outra questão – e essa nem em 2005 se poderia ignorar – é a substância do processo Freeport, onde se procura apurar se alguém recebeu ‘luvas’ para licenciar o Freeport. Ou ainda se houve tráfico de influências ou burla. Isso não pode embrulhar-se numa acusação genérica de ‘conspiração’ ou de ‘campanha negra’. Isso é querer matar a Justiça, é criar um clima de suspeição inaceitável sobre quem investiga todos os factos posteriores ao início do caso. Isso é, afinal, manipulação pura e simples da opinião pública.

Fonte: Correio da Manhã de 28.03.2009

Anúncios

29/03/2009 - Posted by | Política: artigos de opinião | ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: