Livresco’s Weblog

O que vou lendo por ai…

Bancarrota americana ameaça milhões de famílias

Crise financeira. Henry Paulson, o autor do plano para injectar 700 mil milhões de dólares na banca americana, prostou-se de joelhos perante líderes democratas. “Gritos e discussões” na Casa Branca não abafaram o anúncio da falência do sexto maior banco dos EUA, de imediato rematado ao JP Morgan
Um volte-face dos republicanos americanos frustou ontem os esforços de Bush para aprovar no Congresso uma injecção de 700 mil milhões de dólares (475 mil milhões de euros) na banca americana. Por entre gritos e cenas surrealistas na Casa Branca, a falência e venda relâmpago do sexto maior banco americano, o Washington Mutual, a economia americana – com 300 bancos no vermelho e sete milhões de famílias em falta com as prestações dos créditos – foi revista em baixa, crescendo agora a um ritmo anual de 2,8%.

Bush voltou ontem a referir-se publicamente ao perigo do “colapso da economia”, após uma reunião “de gritos e discussões e altos berros” entre democratas e republicanos, na Casa Branca. Perante as interrogações dos democratas, Henry Paulson, o secretário de Estado do Tesouro de Bush chegou mesmo a interpretar uma “cena” surrealista nos corredores do Congresso: colocou-se de joelhos perante os democratas Barney Frank e Nancy Pelosi. “Foi para desanuviar o ambiente”, segundo a agência Bloomberg. É que o episódio ter-se-á verificado após “respostas agastadas” dos congressistas.

A “revolta” dos congressistas republicanos é interpretada como uma manobra de campanha de John Maccain. Os parlamentares insistem que deverá ser Wall Street e não os contribuintes norte-americanos que devem liquidar a pesada factura do plano Paulson. Exigem igualmente garantias de reembolso no caso dos títulos apoiados por hipotecas. Também sugerem um sistema de seguro financiado pelos bancos para ajudar os proprietários afectados pela crise.

Enquanto alguns analistas afirmam que as reais necessidades da banca americana se situa em 1,2 mil milhões de dólares até ao fim do ano, os congressistas planeiam entregar 700 mil milhões de dólares em tranches. Por agora, Paulson receberia apenas 250 mil milhões de dólares.

O plano de Paulson, o ministro das Finanças de George Bush, é injectar a quantia nos balanços da banca. Isto não salvaria as sete milhões de famílias já com hipotecas executadas ou em vias de incumprimento. O plano abasteceria os bancos com dinheiro suficiente para novos empréstimos a outros compradores, o que faria elevar o preço das casas.

Nos EUA mais de três centenas de bancos estão em risco de fechar as portas. Ontem, a última vítima foi o Washington Mutual, o “WaMu”, até agora o sexto maior banco americano, com activos de 310 mil milhões de dólares. Foi “rematado” ao JP Morgan – que já tinha absorvido o Bear Sterns, em Março último – por 1,9 mil milhões de dólares. Nos últimos dias milhares de milhões de dólares em depósitos foram retirados pelos clientes do WaMu, fragilizando as 2300 agências do banco.|

LINK

27/09/2008 - Posted by | Política: artigos de opinião |

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: